Sindilojas aponta grave recessão após fechamento de comércio

0
95

Aldo Macri, diretor do Sindilojas- SP (Sindicato  dos Lojistas do Comércio de São Paulo), prevê uma grave recessão após esse período sabático do comércio por conta do coronavírus.

Desde sexta-feira passada (20/03/20), por determinação do governador João Dória e do prefeito paulistano Bruno Covas, as lojas fecharam as portas.

Alguns serviços essenciais – como supermercados, farmácias, padarias e postos de gasolina – estão autorizados a atender o público.

Sem alternativa, os comerciantes estão utilizando aplicativos e sites para vender os produtos.

As grandes empresas ainda conseguem segurar as perdas por algum tempo, porém as pequenas e médias não conseguem ter uma margem de lucro capaz de segurar por longo tempo.

O diretor considera afirma que o  momento é preocupante, porque de um lado tem as medidas de precaução para conter o vírus, e, de outro, tem a sobrevivência do comércio.

A restrição vai até o dia 5 de abril, mas pode ser prorrogado em até 90 dias.

Segundo Macri, 15 dias já são suficientes para provocar o caos financeiro.

O Sindilojas pede ao governo medidas para facilitar o pagamento de impostos.

Os lojistas buscam acordos também com aluguel de imóveis e a questão salarial dos empregados.

Aldo Macri falou no programa Show do Antonio Carlos desta segunda (23/03/20):

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA