Operação Pé D’Água está em vigor em SBC até 15 de abril

0
239

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, lançou nesta sexta-feira (29/11/19), a Operação Pé D´Água 2019/2020, ação que tem como objetivo minimizar o impacto das chuvas de verão no município, por meio de mutirões preventivos em regiões mapeadas como áreas de riscos na cidade.

A operação iniciou oficialmente neste domingo (01/12/19) e se estenderá até o dia 15 de abril do próximo ano, com ações informativas integradas entre 13 secretarias, além de atendimentos de ocorrências, por meio da Defesa Civil.

Em sua terceira edição, a Operação Pé D’Água contará neste ano com a participação de pelo menos 350 profissionais, sendo 250 agentes comunitários de Saúde e 100 servidores públicos das mais variadas secretarias municipais. Juntos, esses servidores serão responsáveis por realizar visitas às áreas de riscos da cidade para promover instruções de prevenção, identificação de riscos e distribuição de material informativo, calendários e folders com contatos da Defesa Civil.

Neste ano, moradores passarão a contar ainda com o reforço do Piscinão do Paço, maior obra de drenagem da cidade, entregue pelo prefeito Orlando Morando em agosto deste ano.

O reservatório tem capacidade para armazenar 220 milhões de m³ de água.

A atual Administração investiu ainda cerca de R$ 60 milhões na execução de obras de prevenção de risco, com construção de taludes em diversos bairros da cidade.

“Hoje eu posso garantir que estamos mais preparados e seguros com relação aos riscos de ocorrências causadas pelas chuvas de verão. Nos últimos meses realizamos o maior investimento da história com execução de obras de prevenção, além de atuarmos fortemente na prevenção da população. E a Operação Pé D´Água vem agora reforçar todo esse trabalho”, afirmou o chefe do Executivo.

TALUDE – Dentro das ações para o período de chuvas, a Administração municipal tem executado ainda amplo projeto de prevenção de riscos, denominado PAC Risco 2, que engloba 19 obras para construção de taludes em 14 assentamentos precários e irregulares, beneficiando um total de 3.275 famílias, por meio de investimento de R$ 24,8 milhões.

Outras nove intervenções de prevenção de riscos estão sendo realizadas pela secretaria de Serviços Urbanos nas nove áreas mais impactadas pelas fortes chuvas de março deste ano.

As obras estão recebendo investimento de R$ 34 milhões, sendo R$ 30 milhões do governo estadual e contrapartida municipal de R$ 4 milhões.

A previsão é que o pacote de obras seja finalizado ainda neste ano. 

Durante a vigência da operação, agentes da Defesa Civil irão reforçar o acompanhamento e vigilância 24 horas para atuar em casos de enchentes, solapamentos de margens de córregos, movimentação e deslizamento de terra, abalos estruturais e quedas de árvores.

 

 

Fotos: GAbriel Inamine/PMSBC

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA