Assédio moral é comum entre colegas de trabalho

0
322

A prática do assédio moral no trabalho é cada vez mais comum.

E não é preciso ter ameaças, insultos e outros tipos de constrangimento.

Sobrecarga de tarefas, cobranças de metas excessivas, isolamento do funcionário, restrições no ambiente, espalhar rumores e excesso de vigília são considerados assédio moral.

Mas, só se caracteriza quando tais ações são contínuas, como uma espécie de perseguição.

Naturalmente cada caso é um caso diferente.

Engana-se quem acredita que envolve apenas a chefia.

O assédio pode ocorrer também entre colegas de trabalho, independente da hierarquia.

O advogado e colaborador da Rádio ABC, Thiago Aguiar – que falou dentro do quadro Posso Ajudar? no programa Bom Dia ABC, com Ricardo Leite – avisa que o indivíduo que sentir-se prejudicado pode entrar com processo contra a empresa e a pessoa que pratica o assédio moral.

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA