São Caetano e Mauá são destaques no Ranking ABES de Saneamento

0
183

Entre as cidades de grande porte (acima de 100 mil habitantes), São Caetano e Mauá são destaques no Ranking ABES de Saneamento, da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental.

A pesquisa avalia o percentual dos municípios brasileiros com acesso aos serviços de saneamento básico, que engloba abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, além dos resíduos sólidos.

A análise relaciona ainda o saneamento à saúde e faz uma correlação entre a pontuação total alcançada pelos municípios e a taxa de internação por doenças relacionadas ao saneamento ambiental inadequado.

O lançamento ocorreu no último dia 17.

São Caetano é o terceiro  – perde apenas para Piracicaba e Rio Claro – no indicador “Rumo à Universalização”.

Já Mauá é o 5º no Compromisso com a Universalização.

E Santo André é o 10º e São Bernardo o 15º colocado no Empenho para Universalização, que é liderado por São Vicente.

Compõem o ranking, 1.868 municípios do Brasil que foram divididos em dois blocos: de grande porte (acima de 100 mil habitantes); e de pequeno e médio porte (abaixo de 100 mil habitantes).

O ranking abrange 100% das cidades que forneceram dados ao Sistema Nacional de Informações de Saneamento (SNIS), um indicador utilizado pelo Ministério das Cidades.

A cidade de Mauá, mais uma vez, revelou-se em destaque na listagem, alcançando a pontuação total de 484,85, em um intervalo de 450 a 489 pontos, na categoria Compromisso com a universalização, classificação Grande Porte (acima de 100 mil habitantes).

O resultado apresenta o município bem acima da média da categoria, que foi de 468,89 pontos.

Mauá se destaca como uma das cidades que mais avançou nos últimos anos, com 74% de tratamento de esgoto, o melhor índice da Região Metropolitana de São Paulo e integra um seleto grupo de cidades.

Com dados de 2017 utilizados no estudo, o Ranking ABES da Universalização do Saneamento traz Mauá com 95,79 pontos alcançados no serviço de coleta de esgoto e 90,56 no tratamento de esgoto.

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA