Empresas de ônibus vão à Justiça para cobrar R$ 1 bi da Prefeitura de SP

0
140

Empresas de ônibus, a maior parte que operou na capital paulista na época da municipalização do sistema nos anos de 1990, movem ações milionárias contra a prefeitura que podem ocasionar impactos de R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

Todos estes processos são por reequilíbrio financeiro dos contratos, ou seja, dinheiro que as empresas entendem que deveriam ter recebido da prefeitura pela prestação de serviços, mas que, na prática, tiveram repasses menores.

A questão é considerada risco fiscal pela prefeitura em relatório que integra a proposta de Orçamento para 2021 enviada aos vereadores.

A votação deve ocorrer até o fim deste ano.

De acordo com o documento, publicado no Diário Oficial da cidade desta quinta-feira, 30 de julho de 2020, os processos estão em fases diversas.

 

 

 

Texto e foto: Diário do Transporte

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA