Dória enxuga cerimônia de posse para economizar dinheiro público

0
982

A cerimônia de posse do governador eleito por São Paulo, João Dória (PSDB), no primeiro dia de 2019, será mais enxuta.

Serão dois momentos apenas: às 9h, posse na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo; e às 10h, transmissão do cargo pelo atual governador Márcio França ao governador eleito, João Dória, e posse de todos os secretários.

Segundo o assessor de João Dória, Wilson Pedroso, outras formalidades foram cortadas para economia do dinheiro público.

Ele falou no programa Papo da Tarde desta sexta-feira (14/12/18) com o comunicador Laércio Maciel:

 

 

Dentro da gestão de modernização, como prefeito Dória adotou medidas de contenção de despesas nos 460 dias (de janeiro de 2017 a abril de 2018) à frente da Prefeitura de São Paulo e fará o mesmo como governador.

Além da posse festiva, o número de secretarias também foi reduzido de 27 para 20.

Terminada a solenidade, o novo governador irá para Brasília prestigiar a posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

No dia 2, às 8 da manhã, já está agendada a primeira reunião do secretariado.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA