Setembro Amarelo alerta para prevenção do suicídio entre jovens em SA

0
706

A entrada do mês de setembro marca a Saúde Pública por trazer a tona o debate sobre a prevenção ao suicídio.

O tema tem chamado a atenção pela ocorrência de desafios como o da “Baleia Azul” e “Boneca Momo”, colocando em risco a integridade de jovens.

Em Santo André, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, e em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV), programou ao longo do mês atividades, que debatem políticas a respeito do tema, e que evidenciam a importância de cuidar da saúde emocional e não banalizar transtornos mentais.

Nesta edição, a campanha tem como foco a prevenção na adolescência. A psicóloga Tânia Regina Santos Maia, que realiza atendimento de adolescentes no Centro de Especialidades I, afirma que esta preocupação tem sido frequente no meio em que atua. “Quando eu recebo pela primeira vez o pais desses adolescentes [seus pacientes], a maioria me sinaliza que os filhos já fizeram alguma tentativa nesse sentido ou eu eles estão com receio dos filhos tentarem”, destacou.

Apesar da situação complexa, Maia reforça que com atenção, é possível perceber e agir antes do pior acontecer. “Antes de haver a tentativa de suicídio, a pessoa primeiro tem uma ideia, um pensamento de tirar uma dor, fazer aquilo que está sentindo morrer. É nesse momento que precisamos prestar atenção, quando eles sinalizam esse pensamento de fazer algo contra si. Isso pode ser uma fantasia de pular de um prédio, tomar medicamento [sem orientação médica] ou a automutilação.” A profissional alerta para sinais de que algo não está bem como isolamento, falta de vontade de realizar atividades que antes eram animadoras, afastamento de amigos e até o uso de roupas de mangas longas, que podem esconder automutilação.

O diálogo com a pessoa em sofrimento deve ser a principal ferramenta para o primeiro acolhimento, para isso, não se deve adotar uma abordagem condenatória ou que relativize a situação, com expressões do tipo “você tem de tudo, não sei porque fica assim” ou “você não sabe o que é ter problemas de verdade”. Nesse sentido, a psicóloga reforça. “Se a conversa começa com uma bronca, a pessoa não vai se sentir a vontade para se abrir. É preciso escutar sem julgamento e não ter preconceito ou tratar como tabu a ajuda profissional. Não existe uma cartilha que explica de como ser pai ou mãe, a tentativa de acertar também leva ao erro. O que eu digo sempre aos pais é que o amor com que ele tratam o filho, vai permanecer para sempre, essa entrega, esse carinho, vai fazer o filho saber para onde ele pode voltar”, finalizou.

Nos últimos 10 anos, o município registrou 231 casos de suicídio, sendo que destes 169 vítimas eram do gênero masculino.

Entre 2016 e 2017, houve um aumento de 28% nos casos, registrando por ano, 28 e 36 mortes, respectivamente.

Já em 2018, na cidade, de acordo os últimos registros do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), o número de suicídios caiu para 4, o que representa queda de 89% , em comparação ao ano anterior.

Programação para o Setembro Amarelo

14/09 – 6ª feira  – Teatro Municipal de Santo André “Antônio Houaiss”

Praça IV Centenário, s/nº – Centro

2º fórum de prevenção do suicídio – Tema: Prevenção do suicídio em rede

Inscrições no link :http://www.santoandre.sp.gov.br/secretariadesaude/inscricao.aspx

13h – Credenciamento e recepção

13h15 – Solenidade de abertura

13h30 Cuidando em rede – a importância da articulação entre Atenção Primária e Atenção Especializada no atendimento à crise na saúde mental

14h  – Prevenção suicídio na infância e adolescência

Palestrante: Marcelo Moraes Caro – Coordenador do CAPS Infantil

14h30 – Falando sobre suicídio

Palestrante: Robert Gellert Paris –  Presidente do CVV _ Centro de Valorização da Vida. Co-fundador do Briefrienders Worldwide e  Vice-presidente da  ABEPS – Associação Brasileira de Estudos e Prevenção de Suicídio

15h – Promoção da Saúde Emocional

Palestrante: Tania Paris – Fundadora da ASEC – Associação pela Saúde Emocional de Crianças

15h30 – Debate

22/09 – 14h – sábado – Escola Livre de Cinema e Video

Avenida Utinga, 136 – Parque Antônio Pezzolo – Chácara Pignatari – Bairro Vila Metalúrgica

CVV Comunidade – Cine Ser – Exibição de filme e roda de conversa

Facilitadores: Ines Piffer e Mauricio Rinaldi – voluntários do CVV

28/09 – 14h – Quadra de Escola de Samba Tradição de Ouro

Praça João Rosa, 80 – Vila Sao Pedro, Santo André – SP

Palestra: Saúde mental e prevenção ao suicídio – A rede de atenção psicossocial vai à comunidade

Facilitadores: Dr. Drauzio Viegas Junior – Psiquiatra, Eraldo  Ferreira – assistente social e Roseli Montanaro – Psicóloga

 29/09 – 10h – sábado – Concha acústica da Praça do Carmo

Encerrramento da Campanha Setembro Amarelo com ação de conscientização de Prevenção do Suicídio

Realização: GT de Prevenção do Suicídio

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Ligue 188.

Foto: Alex Cavanha/Divulgação PSA

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA