SBC instala última viga do viaduto da Praça dos Bombeiros

0
102

A Prefeitura de São Bernardo realizou, na noite deste domingo (07/04/19), a instalação da última viga do viaduto sobre a Praça dos Bombeiros, no bairro do Irajá.

A nova ponta terá a extensão de 330 metros, com quatro faixas de rolamento, e irá conectar as avenidas Rotary e a Luiz Pequini, expandindo o fluxo de veículos que circulam pelo bairro.

A entrega da obra ocorrerá até o fim de agosto deste ano.

Com uma estrutura apropriada e segura, dois guindastes içaram a estrutura metálica de 65 metros e 2015 toneladas.

Cerca de 50 profissionais, entre engenheiros e operadores de máquinas e soldadores trabalharam na operação, que aconteceu das 17h às 23h30.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, vistoriou o canteiro de obra na companhia da engenheira da empresa responsável pela construção do viaduto, Andrea Ferreira

“Os serviços seguem em pleno vapor. Desde que assumimos a gestão, esta viga estava abandonada, obstruindo a avenida Luiz Pequini. Até o fim de agosto, este viaduto estará em pleno funcionamento”, comentou o prefeito.

Orçado em R$ 81,5 milhões, o projeto do viaduto da Praça dos Bombeiros foi abandonado em 2015, com 52% de execução, após exaurir repasses de aproximadamente R$ 42,4 milhões da União.

A continuidade da construção foi viabilizada por empréstimo internacional, via CAF (Corporação Andina de Fomento).

Após a instalação da última viga, a obra entrará no segundo processo, que é a colocação do concreto e lajes de sustentação.

“Esta é uma obra muito grande. Reconheço que causamos certo transtorno aos moradores e aos que transitam pela região. Mas, estamos trabalhando para melhorar a nossa cidade e quando este viaduto estiver finalizado, irá beneficiar muito toda à população”, pontuou Morando.

PANORAMA – A atual gestão da Prefeitura fortaleceu planejamento para modificar a realidade do município, deixado pela antiga gestão: obras paralisadas e abandonadas.

O Viaduto da Praça dos Bombeiros é mais um dos projetos deixados desta maneira.

A pior realidade do local, principalmente aos moradores, eram as vigas ocupando a avenida Luiz Pequini.

Na Mobilidade Urbana, a cidade avançou sob este formato de trabalho e garantiu importantes entregas como os viadutos Mamãe Clory (em cima da avenida Robert Kennedy) e Castelo Branco.

Fotos: Omar Matsumoto/PMSBC

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA