São Caetano reorganiza Saúde com entrega de hospital e UPA

0
591

Saúde é prioridade.

A Prefeitura de São Caetano  exerce esta condição com investimentos e inovações no setor.

No sábado (16/3/19), reinaugurou o Hospital Municipal de Emergências Albert Sabin (Rua Aurélia, 101, Bairro Santa Paula) e inaugurou a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24h Engenheiro Julio Marcucci Sobrinho, em prédio anexo.

O evento contou com a presença de centenas de moradores e autoridades.

As entregas marcam a reestruturação do sistema de atendimento de urgência e emergência de São Caetano.

No novo modelo, os portadores do Cid Card (e futuramente do Cartão São Caetano) deverão buscar atendimento no Hospital Albert Sabin.

Os que não possuem o Cid Card serão atendidos na UPA.

O atendimento infantil (até 14 anos) permanecerá sendo realizado no Hospital Infantil Márcia Braido para quem tem o Cid Card.

Quem não possui o cadastro será atendido na nova UPA.

“Esta reorganização impacta diretamente na vida das pessoas, e de maneira muito positiva, com todos os princípios do SUS (Sistema Único de Saúde) mantidos: equidade, integralidade e universalidade”, destacou o prefeito José Auricchio Júnior. “Ninguém vai ficar sem atendimento, a qualquer hora do dia ou da noite”, concluiu.

O início dos atendimentos nas unidades, já neste novo modelo, será no sábado (23/3/19), às 7h.

Com a reforma e a nova UPA, o número de leitos saltou de 18 para 38.

O Sabin tem capacidade para realizar 10.000 atendimentos por mês, incluindo exames laboratoriais, radiografias, tomografias e ultrassonografias.

Já a UPA tem capacidade para 10.000 atendimentos adultos por mês, além de outros 3.500 infantis – também incluindo exames laboratoriais.

“São Caetano  mostra, mais uma vez, o porquê é referência no Estado”, elogiou o deputado estadual Thiago Auricchio.

O parlamentar antecipou que terá audiência com o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, para atrair mais investimentos para a Saúde de São Caetano.  “Vamos lutar por recursos para a manutenção do Hospital Albert Sabin, para a implantação do sistema Cross Regional e pela descentralização da distribuição da medicação de alto custo, hoje concentrada no Hospital Mario Covas, em Santo André”, pontuou.

Além do deputado, o evento teve a participação de 15 dos 19 vereadores da cidade, reforçando o apoio do Legislativo.

“Vencemos mais uma etapa na nossa estratégia de urgência e emergência. Não existe, na região e no Estado, uma UPA desta magnitude e qualidade”, afirmou a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone.

Dentro da estratégia de saúde conectada de São Caetano  estão inseridos o prontuário eletrônico e o plantão médico 24 horas de profissionais da FIDI (Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem) para sanar eventuais dúvidas sobre os laudos dos exames.

A medida resultará em diagnósticos mais precisos.

Foram destinados R$ 6 milhões para as obras, sendo R$ 3 milhões da Prefeitura e a outra metade proveniente da USCS (Universidade Municipal de São Caetano). “A contrapartida ao nosso investimento será utilizar o equipamento no processo de aprendizagem dos nossos estudantes de Medicina. Ganham a USCS, a Prefeitura e, principalmente, a população”, avaliou o reitor da autarquia, Marcos Sidnei Bassi.

Julio Marcucci Sobrinho ingressou na Prefeitura de São Caetano  em 1971.

Foi diretor e secretário de Obras, e diretor do então DAE (hoje Saesa), entre outras funções.

Profundo conhecedor das obras públicas do município, morreu em 2018, vítima de infarto.

No evento que marcou a inauguração da UPA que leva o seu nome, a sobrinha de Julio Marcucci, Sônia Toniel, recebeu flores da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Denise Auricchio. “Era um homem de coração imenso, servidor público correto e íntegro. Estará sempre presente no coração de quem teve o prazer de conviver com ele”, discorreu Sônia, emocionada.

A data ainda marcou a nomeação da área verde ao lado das unidades, que passa a se chamar Praça São Lucas, em homenagem ao patrono dos médicos.

O padre Paulo Borges, da Igreja Matriz Sagrada Família, abençoou os presentes e os equipamentos públicos.

Fotos: Letícia Teixeira/PMSCS

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA