São Bernardo instala 1,5 mil torneiras econômicas

0
287

Preocupada em incentivar o consumo consciente de água e cumprir as metas estabelecidas pelo Programa de Uso Racional da Água (Pura) da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), a Prefeitura de São Bernardo deu início à substituição de 1,5 mil torneiras antigas por modelos mais econômicos e duráveis.

Aliado a outras medidas, como detecção de vazamentos e campanhas de conscientização, a Administração visa reduzir em, no mínimo, 10% o consumo de água ao longo de 2018.

Além de poupar recursos naturais, a nova postura poderá render uma redução de 25% na tarifa paga pela Prefeitura à Sabesp.

As novas torneiras receberam investimento de R$ 133,5 mil, sendo inicialmente instaladas em equipamentos que apresentam maior demanda de água, como unidades de Saúde, equipamentos esportivos e de Educação.

Todos os 470 prédios da Administração direta e indireta participam do programa, que foi ampliado pela atual gestão em março do ano passado.

Com a adesão de 100% dos edifícios públicos, o município conquistou uma economia de R$ 2,5 milhões na conta de água acumulada de 2017, em relação ao gasto registrado no ano anterior.

De acordo com o prefeito Orlando Morando, o valor poderia ser ainda maior não fosse a nova política de otimização do uso dos espaços municipais. “Desde o início do governo trabalhamos para cortar gastos desnecessários. Um exemplo disso foi a transferências de equipamentos que ocupavam imóveis alugados para áreas pertencentes à municipalidade, o que aumentou consideravelmente o volume de água consumido em espaços próprios”, explicou o chefe do Executivo.

Um dos exemplos é o Hospital de Clínicas (HC), que vinha sendo operado com apenas 40% de sua capacidade durante o governo passado. Hoje, a unidade já opera com 80%, tendo inaugurado novas alas, como as salas de endoscopia. Há ainda novas inaugurações de prédios públicos, como a nova EMEB entregue neste mês no Riacho Grande e outros pontos na área de Segurança Urbana, como novas bases e inspetorias, e os postos do Atende Bem.

Com a chegada das novas torneiras, a tendência é que a cidade atinja uma maior economia em 2018. “São equipamentos muito mais econômicos e de maior durabilidade. Já demos início à substituição das peças mais antigas nos locais onde há maior concentração de pessoas. Paralelamente, seguimos com a nossa Brigada do Pura, que percorre os prédios da Administração na busca de vazamentos e outras irregularidades que devem ser reparadas a fim de reduzir o consumo de água”, pontuou o secretário de Obras, Luciano Eber.

Mês da água – As medidas de redução no consumo estão sendo anunciadas no mês em que foi instituído o Dia da Água (22 de março), pela Organização das Nações Unidas (ONU). Março também marca o aniversário da represa Billings e o 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília.

A Prefeitura contará com programação especial em alusão ao mês, entre seminário, canoagem e outros.

 Foto: Gabriel Inamine/Divulgação PMSBC

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA