São Bernardo inicia obras do corredor Castelo Branco

0
949

A Prefeitura de São Bernardo, por meio da secretaria de Transportes e Vias Públicas, autorizou nesta quinta-feira (08/03/18) o início das obras de construção do corredor da Avenida Humberto Alencar Castelo Branco, no bairro Alves Dias.

O projeto integra pacote de quatro corredores, que totalizarão 19 quilômetros de faixas exclusivas, com investimento de cerca de R$ 147 milhões, por meio de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), além de terminal de ônibus no bairro Batistini.

Situado entre o Terminal Metropolitano Piraporinha e a Praça Giovanni Breda, no bairro Assunção, o corredor da Avenida Castelo Branco terá extensão aproximada de 4,25 quilômetros e as paradas de ônibus: Piraporinha, Fibam, Rosa Aizemberg, Joaquim Gonçalves Ledo, Dona Maria I, Costa Rica e Egito.

O prazo de conclusão da obra é março de 2020, com investimento total de R$ 30,7 milhões.

“O ganho principal será na organização do fluxo, com priorização do transporte coletivo, e na redução de acidentes, por meio da separação de faixas para carros e para ônibus, sem o canteiro central. Esta é uma região de grande adensamento e elevado número de indústrias e quem mais sofre com isso é o usuário do transporte público. Estamos corrigindo essa falha de planejamento cometida por gestões passadas”, destacou o prefeito Orlando Morando.

Além disso, o projeto prevê maior regularidade no cumprimento dos horários programados dos ônibus, racionalização das linhas, aumento na velocidade média dos veículos de transporte coletivo e conseqüente redução no tempo das viagens. “Esta é uma das obras mais importantes nessa fase de projetos ligados à mobilidade urbana, por seu tamanho e localização. Ao final da obra, tenho certeza que teremos uma via requalificada, que atenderá muito melhor à população”, afirmou o secretário de Transportes e Vias Públicas, Delson José Amador.

Em janeiro deste ano, a Prefeitura já havia dado início à construção do viaduto Castelo Branco, que fará interligação com a Avenida José Odorizzi, que faz parte do Corredor Leste-Oeste, com investimento de R$ 36 milhões.

O plano é construir aproximadamente 250 metros de extensão em cada uma das duas pistas da Avenida Humberto de Alencar Castelo Branco, com a Estrada Samuel Aizemberg, e destino à Avenida José Odorizzi.

A previsão de conclusão do viaduto é agosto deste ano.

Outros corredores – Ao todo, o Programa de Transporte Urbano de São Bernardo prevê a edificação de mais três corredores na cidade, com custos e execuções independentes: corredor São Pedro (seis quilômetros), com custo de R$ 48,9 milhões; corredor Rotary (2,4 quilômetros) com custo de R$ 16,2 milhões; e corredor Galvão Bueno (6,3 quilômetros), com custo de R$ 16,3 milhões.

Já o terminal Batistini está orçado em R$ 22,9 milhões.

Paralelamente às intervenções no viário do município, a Prefeitura também investe na renovação e modernização da frota, a fim de tornar o deslocamento entre os bairros mais confortável e seguro.

Desde 2017, já foram colocados 75 novos ônibus para circular na cidade, todos munidos de wi-fi, tomada USB, TV a bordo e outros itens.

Foto: Omar Matsumoto/Divulgação PMSBC

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA