São Bernardo combate pescas irregulares na Billings

0
170

Para manter a preservação da fauna e da flora, a Guarda Ambiental de São Bernardo vem trabalhando intensamente na fiscalização das principais áreas da cidade.

Principalmente para inibir a pesca ilegal, em temporada de proteção e garantir a reprodução dos peixes na represa Billings.

O período de defeso teve início no dia 01/11/2018 e se encerra em 28/02/2019.

A força-tarefa gerou resultados positivos neste mês de dezembro e janeiro. Foram apreendidos 56 tarrafas (rede de pesca circular), 6 mil metros de rede, 3 embarcações e mais de 50kl de peixes.

Todas as apreensões foram feitas em fragrantes pela Guarda Ambiental nas rondas diárias.

“Agora, São Bernardo possui uma política de preservação e proteção ambiental. Atos criminosos como estes, não serão ignorados. Esta gestão prioriza o meio ambiente”, destacou o prefeito Orlando Morando.

Dentre as autuações, no final de dezembro, a Guarda flagrou um pescador, que mesmo regularizado pelo Ministério da Pesca e Agricultura e conhecedor da Lei, estava em um barco com quatorze redes e 40 kg de peixes.

O acusado foi multado em R$ 1.800, por crime ambiental.

A cidade de São Bernardo possui uma colônia de pescadores, autorizados a realizarem a pesca ou caça regularmente.

Estas famílias vivem da pesca e em períodos de reprodução dos peixes recebem um auxilio do governo federal para se manterem, enquanto dure a proibição.

Patrulhamento – Ao perceber que muitas das irregularidades são cometidas por pescadores da região que já conhecem a abordagem, a Guarda Ambiental aumentou e mudou a tática de patrulha em horários alternados.

Todas as ocorrências registradas pela Guarda Ambiental foram encaminhadas para a Secretaria de Meio Ambiente e Proteção Animal. Os pescadores que possuem permissão para a atividade deverão ter a licença caçada.

Fotos: Divulgação PMSBC

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA