Santo André implanta Merenda Legal a partir de setembro

0
861

Alunos da rede municipal de ensino de Santo André terão a partir de 1 de setembro um novo modelo de merenda escolar.

Trata-se da Merenda Legal, um projeto que visa a qualidade da merenda servida nas escolas.

No total são 60 mil merendas diárias ou 12 milhões por ano.

Pais e responsáveis vão saber, via WhatSaap, a composição das refeições com  15 dias de antecedência.

Os 1260 estudantes com algumas restrições alimentares, terão à disposição uma alimentação diferenciada, porém com o mesmo valor nutricional necessário.

O prefeito Paulo Serra enfatizou porquê só agora, após 1 ano e 8 meses de governo, conseguiu lançar o programa:

Sonora Paulo Serra

O chefe do Executivo  explicou que antes haviam empresas terceirizadas que prestavam serviços e agora o fornecimento é 100% da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André.

Até 2016 gastava-se R$ 46 milhões com a merenda.

A mudança reduziu em 28% e o valor estimado é de R$ 33 milhões neste ano.

A rede municipal de ensino conta com 33 mil alunos, 116 unidades escolares e cerca de 370 merendeiras.

São 38 creches, 51 escolas municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental, seis Centros Públicos de Formação Profissional, 21 instituições assistenciais e a APAE.

A partir desta terça-feira (21/08/18) os pais ou responsáveis poderão efetuar o cadastro pela internet, no site santoandre.sp.gov.br, pelo whatSaap ou direto na escola para saber o cardápio que seu filho terá de merenda.

Fotos: Helber Aggio e Ricardo Trida/Divulgação PSA

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA