SA entrega 55 matrículas de imóveis do Centreville

0
257

Moradores do Centreville começaram nesta quarta-feira (5/02/20) a concretizar um sonho de quase quatro décadas.

A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária, entregou as primeiras 55 matrículas de imóveis do bairro, chegando à fase conclusiva do processo de regularização fundiária mais complexo já realizado na cidade.

A entrega das matrículas marca a solução definitiva para uma demanda que se arrastava há 38 anos e foi possível graças a uma parceria entre a Prefeitura de Santo André e o Governo do Estado de São Paulo, por meio da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo).

Os documentos foram entregues aos moradores sem nenhum custo.

“Queríamos resolver a situação desta forma, sem custo para o munícipe, sem custo para o morador, sem qualquer tipo de contrapartida, trazer essa dignidade a custo zero. O desafio era esse. Essa iniciativa será referência para outras regiões e estamos aqui para entregar, após 38 anos, as 55 primeiras escrituras para os moradores desse espaço tão importante da nossa cidade e que é símbolo de uma luta”, destacou o prefeito Paulo Serra.

A entrega das 55 matrículas ocorreu no Salão Burle Marx, no prédio da Prefeitura, em evento marcado por muita emoção. Ao todo, serão entregues 1.187 escrituras até abril.

Na próxima entrega devem ser contempladas cerca de 220 famílias.

“O Centreville não é simbólico só para Santo André, é simbólico para todo o Estado de São Paulo. Em meados de 1984 iniciou-se o processo de regularização do bairro. Foram mais de dez gestões desde então. Precisamos aprovar três leis municipais, loteamento, anistiar o tamanho de lote. De uma forma extremamente ágil tivemos todas as legislações aprovadas aqui no município e hoje estamos cumprindo a promessa que fizemos há três anos”, afirmou o secretário executivo da Habitação do Estado, Fernando Marangoni.

Símbolo da luta por moradia no Centreville, o aposentado Tarcísio da Silva Calé foi o primeiro a receber a matrícula do imóvel. “A gente não vende nossa dignidade, nesses 40 anos de luta nenhuma gestão me perguntou o que estava acontecendo no bairro. Desta vez a Prefeitura abraçou nossa luta, nós confiamos e está aqui nas minhas mãos a prova para todos que não acreditaram”, comemorou, muito emocionado.

Histórico – O bairro Centreville surgiu após a tentativa de construção de um condomínio de alto padrão.

As obras tiveram início em 1973, porém, após a falência da construtora Nova Urbe, responsável pelo projeto, o terreno foi abandonado.

A área foi ocupada em 1982, com as casas já prontas, faltando apenas alguns acabamentos. Atualmente o bairro conta com 1.300 famílias.

 

Foto: Alex Cavanha

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA