Ribeirão Pires inaugura CEU das Artes na Quarta Divisão

0
797

A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires inaugurou neste sábado, dia 1º de setembro, o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) no bairro Quarta Divisão.

Por meio de convênio com o Governo Federal, via Ministério da Cultura, a cidade recebeu cerca de R$ 2 milhões para construir e equipar o CEU, que será gerido com o auxílio de grupo formado por moradores e profissionais do município.

“Esse é um momento muito especial para Ribeirão Pires. Por seis anos o CEU não passou de um projeto no papel e um canteiro de obras abandonado. Em um ano e meio de trabalho, retomamos junto ao Governo Federal a construção do equipamento, que hoje entregamos aos moradores para que estejam inseridos em uma rede de serviços que contribuirão para seu desenvolvimento e integração social. Esse é o nosso compromisso com a cidade e nossa gente”, declarou o prefeito de Ribeirão Pires, Adler Teixeira – Kiko.

Situado na Estrada do Sapopemba, 5.055, o CEU Quarta Divisão conta com quadra poliesportiva coberta, pista de skate, pista de caminhada, playground, biblioteca, sala de projeção, telecentro e abriga, ainda, unidade do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

Durante o evento de inauguração, Matheus Quintal, chefe do Escritório Regional Sudeste do Ministério da Cultura, aprovou o trabalho realizado pela Prefeitura de Ribeirão Pires. “Estou surpreso por ver a população participando em massa nesse espaço aberto de interação das crianças e das famílias. O dinheiro dessa obra estava garantido, mas ela estava parada. Ficamos felizes quando vemos um prefeito que trata a cultura como investimento, e não gasto, e bota a obra pra tocar de novo e entrega um equipamento de excelência para a população”, disse o representante do MinC.

O convênio entre a Prefeitura e a União para a construção do CEU Quarta Divisão foi celebrado em 2010. As obras no local tiveram início em 2013, mas foram paralisadas.

No início de 2017, a construção foi retomada após a regularização do convênio.

Rilma Andretta, 41 anos, moradora da Quarta Divisão, levou a filha Cecília, de 6 anos, para conhecer o novo espaço. “Achei interessante o CEU. O bairro precisava disso. Aqui não tinha um centro cultural para as crianças. Gostei muito. O projeto está aprovado”, avaliou.

A gestão dos CEUs será compartilhada entre a Prefeitura e a comunidade, por meio de Grupo Gestor que está encarregado de criar um Plano de Gestão e também conceber o uso e programação do equipamento.

 

Fotos: Gabriel Mazzo/Divulgação PMRP

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA