Ribeirão Pires e Mauá apresentam balanço da vacinação

0
564

A Secretaria de Saúde e Higiene de Ribeirão Pires dá sequência à Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo.

Pais ou responsáveis por crianças com cinco anos incompletos devem comparecer, até 31 de agosto, em uma das dez Unidades Básicas de Saúde da rede, das 8h às 17h, levando a carteirinha de vacinação.

Do início da ação até o último sábado, 18, Dia “D” da campanha, foram imunizadas na cidade 2.488 crianças contra a pólio (45,89%) e 2.489 crianças contra o sarampo (48,11%).

Para o Dia “D”, a Prefeitura contou com o apoio do Rotary Clube da cidade, que participou da ação com os personagens Zé Gotinha e Maria Gotinha. 

Crianças menores de 5 anos devem ser imunizadas contra a poliomielite – paralisia infantil. Para o sarampo, a vacina está disponível para moradores com idade a partir de 1 ano até os 49 anos, de acordo com a orientação de imunização para cada faixa etária.

As doses estão disponíveis, gratuitamente, nas dez UBSs da rede municipal de Ribeirão Pires – de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A Secretaria de Saúde e Higiene de Ribeirão Pires alerta sobre a importância da vacinação. “Há registros do crescimento de casos das doenças, o que muito preocupa as autoridades de saúde. Essas são doenças perigosas. O sarampo, inclusive, pode matar. É fundamental que os moradores busquem orientações e esclarecimentos junto de nossas equipes. A vacinação é o meio de prevenir essas doenças e está disponível de forma gratuita em nossas UBSs”, avaliou a secretária de Saúde e Higiene de Ribeirão Pires, Patrícia Freitas.

A poliomielite, ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa causada pelo poliovírus.

Pode infectar tanto crianças como adultos e causar paralisia muscular.

A transmissão ocorre pelo contato pessoa-pessoa, via fecal-oral ou oral-oral – gotículas expelidas ou ingestão de água e alimentos contaminados com fezes contendo o vírus.

O sarampo é uma doença infecciosa, transmitida de forma direta por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar.

Pode ser contraída em qualquer idade, especialmente crianças.

Entre os sintomas estão febre alta, dores de cabeça, manchas vermelhas pelo corpo e tosse.

Crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade: uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e outra aos 15 meses de idade (tetra viral).

Crianças de 5 anos a 9 anos de idade que perderam a oportunidade de serem vacinadas anteriormente:duas doses da vacina tríplice

Adolescentes e adultos até 49 anos:

·         Pessoas de 10 a 29 anos  –  duas doses da vacina tríplice

·         Pessoas de 30 a 49 anos  – uma dose da vacina tríplice viral

Unidades Básicas de Saúde:

UBS CENTRAL

Rua Dr. Virgilio Gola, 24 – Centro

UBS OURO FINO 

Rodovia Índio Tibiriçá s/n, ao lado 2753 – Centro – Ouro Fino Paulista

UBS SANTA LUZIA 

Rua Prof. Antonio Nunes, 551- Santa Luzia

UBS QUARTA DIVISÃO 

Estrada do Sapopemba, 5000 – Quarta Divisão

UBS JARDIM LUSO 

Rua Julio Prestes, 22 – Jardim Luso

UBS JD. VALENTINA 

Rua Francisco Tometich, 274 – Jardim Valentina

UBS JD. CAÇULA 

Rua Fagundes Varela, 08 – Jardim Caçula

UBS VILA SUELI 

Rua Antonio Zampol, 221 – Vila Sueli

UBS GUANABARA 

Rua Fermino G. Pereira, 398 – Vila Gomes

UBS CENTRO ALTO

Rua Aurora, 61 – Centro Alto

 

MAUÁ

Balanço da Secretaria de Saúde de Mauá aponta que, do dia 6 de agosto, quando foi iniciada a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite, até o dia 18/08/18, foram imunizadas 10.765 crianças contra o sarampo.
Esse número representa 46,7% da meta.
Já contra a poliomielite,  foram aplicadas 10.795 doses.
O resultado retrata 46,9% do objetivo.
A finalidade é vacinar 23.028 crianças.
A intenção do Ministério da Saúde é imunizar 95% do público alvo.
No sábado, 18/8,  Dia ‘D’ de vacinação, 3.369 crianças  de um ano a menores de cinco anos tomaram a dose contra o sarampo, sendo que 3.398 crianças foram imunizadas contra a poliomielite.
A campanha prossegue até 31 de agosto (sexta-feira)  em todas as 23 UBSs (Unidade Básica de Saúde) do município, das 8h às 17h.
Os documentos necessários são RG do responsável e a caderneta de vacinação da criança.
 “Devido aos surtos de sarampo que têm ocorrido em alguns estados do Brasil,  pedimos aos pais e as mães mauaenses que levem seus filhos para imunizá-los contra a doença e também contra a poliomielite. Só assim poderemos evitá-las, por isso, essa campanha é de extrema importância para a nossa população”, salientou a prefeita Alaíde Damo.

Fotos: Gabriel Mazzo/PMRP e Robson Fonseca/PMM

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA