Prefeitos se reúnem com Dória para tratar sobre enchentes

0
214

Depois de assinar decreto de calamidade pública e oficializar um pacote com 14 itens emergenciais a todos os atingidos pelas fortes chuvas do último domingo (10/03/19), o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, confirmou convite do governador do Estado, João Doria, para reunião que vai abordar sobre planos de combate às enchentes.

A reunião foi oficializada para esta quarta-feira (13/03/19), no Palácio dos Bandeirantes, no período da manhã.

O governador confirmou que outros prefeitos da região também vão participar.

“Desde o primeiro momento das fortes chuvas, acionei o governador João Doria, que de pronto se colocou à disposição a busca de soluções emergenciais e, subseqüente, a mais medidas que colaborem com o plano de minimizar os impactos”, destacou o prefeito Orlando Morando.

 

 

Dória faz força-tarefa para monitorar fortes chuvas

O Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo realizaram na tarde desta segunda-feira (11/03/19) uma reunião do gabinete de crise para a continuidade dos trabalhos conjuntos para  mitigar problemas relacionados a enchentes causadas pelas fortes chuvas na noite deste domingo e manhã desta segunda-feira.

A Polícia Militar, que já havia mobilizado mais de 10 mil agentes entre domingo e segunda para atender ocorrências de socorro e patrulhamento, iniciou uma operação para ampliar a sensação de segurança.

Isso será feito em especial nas Marginais Tietê e Pinheiros, nos bairros do Ipiranga, Vila Prudente, Sacomã e Heliópolis, estações de trem, metrô e terminais de ônibus. Isso será feito por meio do Comandos de Policiamento da Capital (CPC), de Trânsito (CPTran) e Metropolitano (CPM).

Além disso, equipes do Batalhão de Policiamento de Choque vão atuar em pontos da Zona Sul para coibir crimes e evitar distúrbios urbanos. Continuarão em operação cinco aeronaves do Comando de Aviação da Polícia Militar para apoio no salvamento de pessoas ilhadas e no policiamento.

Haverá ainda mobilização da Polícia Rodoviária para normalizar a circulação de veículos nas rodovias.

O Corpo de Bombeiros já atendeu 1.267 ocorrências relacionadas às chuvas na Região Metropolitana de São Paulo entre domingo e segunda e continuam realizando salvamentos. 

A Secretaria de Transportes Metropolitanos acionou uma força-tarefa de mais de 300 agentes desde as 22h de domingo para que fosse possível a retomada de funcionamento da Linha 10-Turquesa às 19h desta segunda-feira.

Inicialmente, a previsão é que seriam necessários cinco dias para a retomada da circulação da linha, após a limpeza de estações e trilhos dos trens.

As fortes chuvas de domingo foram responsáveis para que, pela primeira vez em 20 anos, a subestação de energia da linha fosse danificada. 

A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente informou que os 47 piscinões da região metropolitana atuaram para conter parte das águas das chuvas. Em 2018, o  Governo do Estado investiu R$ 170 milhões no desassoreamento de rios e R$ 47 milhões em limpeza de piscinões. 

“O importante é a coordenação de todas as ações para que, de uma maneira conjunta, Prefeituras e Governo do Estado estejam buscando minimizar o impacto dessas chuvas e o transtorno para a população”, afirmou o Secretário Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido.

A Defesa Civil Estadual anunciou que articulou com prefeituras do Litoral Norte o trabalho preventivo em áreas de risco por conta da previsão de novas chuvas, em especial em Ubatuba, Caraguatatuba e São Sebastião. Foram realizadas vistorias em locais de risco e, quando necessário, solicitada a retirada de moradores.

Todos os órgãos do Governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo, além de concessionárias, envolvidos neste trabalho estão reunidos no Centro Integrado de Comando e Controle Regional, no bairro da Luz. Este gabinete de crise é formado pela Secretaria Estadual de Segurança Pública por meio da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Técnico-científico, Defesa Civil do Estado; Defesa Civil do Município, Secretaria dos Transportes Metropolitanos, por meio do Metrô, CPTM e EMTU; SPTRans, CET, Secretaria Estadual de Logística e Transportes por meio da DERSA, DER, Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio ambiente por meio do DAEE, EMAE e Instituto Geológico.

Participaram da reunião os Secretários Estaduais de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e da Casa Militar e Defesa Civil, Coronel Walter Nyakas; o Secretário Municipal de Segurança Urbana, José Roberto Rodrigues de Oliveira; o Comandante-Geral da Polícia Militar, Coronel Marcelo Vieira Salles, e o Comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Eduardo Rodrigues Rocha.

 

Foto: Governo SP

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA