Paulo Serra reúne técnicos e políticos no secretariado

1
1525

Político e técnico. Estes foram os critérios adotados pelo prefeito eleito de Santo André, Paulo Serra, do PSDB, na escolha do secretariado, que foi dividido em órgãos de gestão missional, gestão intermediária e assessoramento e gestão estratégica.

 

A primeira parte foi divulgada nesta quinta-feira (15/12/16), com 10 das 14 secretarias que vão comandar o Município a partir de 1 de janeiro de 2017 até 31 de  dezembro de 2020.

 

Baseado em  um modelo de governo eficiente e econômico, o tucano decidiu extinguir e fundir as secretarias de Governo, Comunicação e Orçamento e Planejamento.

 

A meta é reduzir um déficit de R$ 8 a R$10 milhões por mês.

 

Fazem parte ainda das medidas de contenção a diminuição da frota de carros oficiais e o corte de 40% dos comissionados.

 

Segundo o novo chefe do Executivo a Prefeitura possui a maior dívida da história- superior a R$ 300 milhões – e não é possível repassar essa conta para a sociedade.

 

As secretarias anunciadas por Paulo Serra foram as de gestão missional, que têm ligação direta no cotidiano da população.

 

A pasta de Educação terá à frente duas educadoras tradicionais da cidade: a ex-vereadora e ex-vice na gestão de Aidan Ravin, Dinah Zekcer, como titular, e a ex-secretária da Educação do governo Aidan, a professora Cleide Bochixio, como adjunta.

Para a secretaria de Segurança Cidadã foi escolhido o vereador Edson Sardano, do PTB, e José Oliveira como adjunto.

 

Com Sardano integrado ao Executivo, o primeiro suplente Marcos Pinchiari vai assumir uma cadeira no Legislativo.

 

O também vereador e ex-candidato à Prefeitura pelo Solidariedade, Ailton Lima, vai comandar a Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego ao lado do adjunto Evandro Banzato.

 

Já o advogado e presidente do Democratas, Fernando Marangoni, assumirá a Habitação e Regularização Fundiária, tendo como adjunto Adriano Cruz.

 

A pasta de Manutenção e Serviços Urbanos será comandada pelo vice-prefeito eleito Luiz Zacarias e o adjunto Vitor Mazetti.

 

A Mobilidade Urbana, uma das novidades da gestão Serra, terá o coordenador do BID, Edilson Factori como secretário e a atual secretária de São Bernardo e coordenadora do GT Mobilidade do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, Andrea Brisida.

 

Na Secretaria de Cidadania e Inclusão Social foram contemplados Marcelo Delsir da Silva e Simone Fernandes Hosaka, respectivamente secretário e adjunta.

 

Simone Zárate e Azé Diniz, terão a missão de cuidar da Cultura e Lazer.

 

A Secretaria de Saúde ficará a cargo da médica Ana Paula Pena Dias e a de Meio Ambiente,  do vereador Donizeti Pereira, do PV, que terá a responsabilidade de administrar também o Semasa.

 

Os adjuntos dessas duas pastas não foram divulgados.

 

O prefeito eleito Paulo Serra explica porquê:

 

Na próxima segunda-feira (19/12/16), às 16h, no Hotel Blue Tree Towers, será anunciado o restante do secretariado: as de gestão intermedirária (Inovação e Administração Municipal, Gestão Financeira e Assuntos Jurídicos) e órgãos de Assessoramento e Gestão Estratégica (Unidade de Assuntos Estratégicos, Chefia de Gabinete e Unidade de Assuntos Institucionais e Comunitários), além das  diretorias das autarquias.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA