Obras dos acessos na av. dos Estados terminam nesta 2ª

0
1118

A Prefeitura de Santo André finaliza os serviços de sinalização horizontal e vertical das rotas alternativas da Avenida dos Estados, por conta do solapamento da pista da ponte próximo ao viaduto Castelo Branco.

A partir deste sábado, o acesso à direita da via, para retornar à rotatória do Sesi e entrar no acesso da Avenida Prestes Maia, será aberto.

Na próxima segunda-feira,  a adequação viária construída para caminhões com altura superior à 5,3 metros será liberada.

Dentre as rotas alternativas, o Departamento de Engenharia de Tráfego (DET) definiu que os motoristas que chegam de Mauá e dos bairros Parque Jaçatuba, Vila Curuça, Parque das Nações e Bangú com destino ao Bairro Campestre, Av. Prestes Maia e rodovias Anchieta e Imigrantes, acessarão o Viaduto Adib Chammas pelas pontes da Av. dos Estados – pelos acessos do Sams Club (apenas automóveis) e do Carrefour (automóveis e caminhões).

No sentido oposto farão acesso na avenida Engenheiro Olavo Alaysio de Lima para conversão à esquerda na Av. dos Estados, sentido Mauá e posterior acesso ao Viaduto Castelo Branco.

O DET inverteu  ainda o sentido de direção do acesso pela ponte da avenida Engenheiro Olavo Alaysio de Lima, que terá sentido de direção invertido para conversão à esquerda na Av. dos Estados no sentido Mauá e para acesso ao Viaduto Castelo Branco.

O motorista que estiver sentindo Mauá passará a fazer o retorno na rotatória próxima ao viaduto.

Agentes do DET permanecerão na via orientando os motoristas, além de faixas informativas espalhadas no trajeto.

Em menos de uma semana após o solapamento da ponte na Avenida dos Estados, engenheiros da Prefeitura e do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) do Governo do Estado, concluíram laudo técnico que aponta o comprometimento irreversível da estrutura da ponte.

Como isso, ações emergenciais e um grande programa de recuperação de todas as pontes da avenida foram anunciados pelo prefeito Paulo Serra.

Por conta de projeto aprovado com recursos do BID (Bando Interamericano de Desenvolvimento), que já prevê a demolição desta ponte e construção de novo viário sobre o Rio Tamanduateí, a construção de uma nova ponte no local seria, neste momento, desperdiçar dinheiro público.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA