Mortes no trânsito caem 66% em Santo André

0
388

Os óbitos provocados por acidentes de trânsito continuam em queda em Santo André.

Foram registradas duas vítimas fatais em junho deste ano, contra seis mortes no mesmo mês do ano passado, uma redução de 66%.

As informações foram disponibilizadas pelo Infosiga, banco de dados do Governo de São Paulo.

Os dados consolidados de 2018 também são positivos.

Na comparação do primeiro semestre de 2017 com os seis primeiros meses deste ano, o número de vítimas fatais no trânsito de Santo André caiu 40%, passando de 25 para 15.

A queda reflete as diversas ações de segurança viária adotadas pela Prefeitura desde o ano passado e que se somam à retirada dos radares móveis da cidade, priorizando a educação no lugar da punição com multas.

“O resultado é reflexo de importantes ações na mobilidade urbana que realizamos na nossa cidade, visando a preservação da vida. Intensificamos campanhas educativas de conscientização e investimos em melhorias na sinalização de trânsito e na qualidade das vias. Implementamos operações direcionadas, como a Operação Fluidez, que organiza o fluxo de veículos e diminui o conflito entre motoristas e pedestres”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Os números apontados pelo Infosiga também são resultado da manutenção de toda sinalização de trânsito que o DET (Departamento de Engenharia de Tráfego) vem executando desde junho de 2017, que consiste em repintura de faixas de pedestres, limpeza de placas, recolocação de placas danificadas, instalação de semáforos, travessias elevadas, entre outras, que atendem a todas as regiões da cidade durante todo o ano.

A Prefeitura promove ainda intervenções do Plano de Ação Imediata de Trânsito (PAIT), que contempla pacote de microintervenções de baixo custo e realiza alterações no sentido de vias, abertura de acessos, além de repintura de sinalização horizontal e vertical.

 

Foto: Alex Cavanha/Divulgação PSA

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA