Morando pede dinamismo na política e anuncia inauguração de viaduto em SBC

0
453

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), esteve na manhã desta quinta-feira (27/09/18) no programa Kaká Siqueira e fez uma análise das eleições de outubro, especialmente sobre a legenda tucana.

 

 

Uma das justificativas da baixa decolagem do candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin, seriam os erros do passado.

Segundo o chefe do Executivo, fatos como a não expulsão do senador Aécio Neves e do ex-governador mineiro Eduardo Azeredo; e a aliança com o governo Temer; contribuíram para a intolerância da população, que já não suporta o político “água com açúcar”.

Para Orlando Morando a política moderna requer dinâmica, o que explica a rápida ascensão de João Dória, que venceu a Prefeitura de São Paulo no primeiro turno em 2016 e é um dos líderes em pesquisas de intenções de voto para governador de São Paulo.

Dentro dessa linha, surge também a candidatura da primeira-dama Carla Morando.

Como fisioterapeuta especializada em  tratamento da mulher mastectomizada, ela nunca havia disputado um cargo público.

A construção de lançar à uma vaga na Assembléia Legislativa partiu da Executiva Estadual do PSDB, liderada por João Dória, Geraldo Alckmin e Bruno Covas, atual prefeito da cidade de São Paulo.

Orlando Morando afirma que Carla tem estilo próprio, diferente do viés político tradicional.

Como prefeito de São Bernardo, Morando citou os compromissos que tem com a cidade.

A retomada de obras é uma das missões mais importantes.

Durante o mês de agosto, em comemoração ao aniversário de 465 anos, ocorreram muitas inaugurações.

E outras virão, tais como o viaduto sobre a avenida Castelo Branco, prevista para a próxima semana.

O prefeito mencionou também o piscinão do Paço e as melhorias na Guarda Civil Municipal.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA