Morando garante equilíbrio financeiro do Consórcio mesmo com inadimplência das Prefeituras

0
128

O prefeito de São Bernardo e presidente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, Orlando Morando, do PSDB, garantiu que o Consórcio não passa por dificuldade financeira mesmo com a inadimplência das Prefeituras com a autarquia.

Apesar dos Legislativos de São Caetano e Rio Grande da Serra aprovarem o corte de repasses  (hoje em 0,17%) formalmente o Consórcio não recebeu nenhum comunicado e o convênio prossegue sem qualquer alteração.

A exceção de Diadema, que desde outubro  de 2017 está descredenciado oficialmente, não há execução das dívidas na Justiça.

O município comandado por Lauro Michels, do PV, deixou um débito de R$ 10 milhões.

De acordo com o presidente as cidades com dívidas mais altas são Santo André e São Bernardo.

Santo André quitou de uma só vez R$ 7 milhões e não está contribuindo no momento .

São Bernardo quitou dívida deixada por Luiz Marinho e paga rigorosamente em dia.

São Caetano suspendeu os débitos do ex-prefeito Paulo Pinheiro e efetuou pagamento até abril.

Mauá  paga parcelamento de 72 meses, referente aos valores até 2016.

Ribeirão Pires  paga parcelamento e mensalidade até fevereiro.

Rio Grande da Serra paga parcelamento e mensalidade está quitada até maio.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA