Mangueira ganha o Carnaval carioca com crítica à História

0
411

O verde e rosa da Estação Primeira da Mangueira é a grande campeã do Carnaval 2019 do Rio de Janeiro com 270 pontos contra 269,7 da Viradouro e 269,4 da Vila Isabel.

A escola foi a penúltima a desfilar na madrugada de segunda-feira na Marquês de Sapucaí com o enredo “História para ninar gente grande”, desenvolvido pelo carnavalesco Leandro Vieira.

O tema crítico exaltou índios e negros como heróis esquecidos do Brasil, e levou ao vigésimo título, se aproximando da Portela que tem 22.

A última vez que o Morro da Mangueira comemorou o título de campeão foi em 2016, quando homenageou a cantora baiana Maria Bethania.

O carro abre-alas revelou páginas omitidas e personagens importantes que não estão nos livros, enquanto o segundo carro mostrou o Monumento às Bandeiras e os bandeirantes como invasores que massacraram os indígenas.

Durante o desfile, a comissão questionou também  o explorador português Pedro Álvares Cabral.

A agremiação não esqueceu de homenagear a vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018.

Imperatriz Leopoldinense e Império Serrano foram rebaixadas para o Grupo de Acesso em 2020.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA