Limpeza urbana de Santo André é a 5ª melhor do país

0
320
????????????????????????????????????

Entre as cidades com mais de 250 mil habitantes, Santo André saltou sete posições no Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (Islu) e agora é a 5ª cidade do país com melhor índice de serviços de limpeza urbana.

O Islu foi criado pelo Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana (Selur) e a PwC, network de firmas independentes que prestam serviços de assessoria tributária, empresarial e de auditoria.

No Estado de São Paulo, Santo André também subiu da 4ª para a 2ª colocação.

O ranking, que é nacional, categoriza os municípios conforme os dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (Snis) de 2016. Santo André ainda se manteve na 1ª colocação, entre as cidades com mais de 250 mil habitantes, da região metropolitana de São Paulo e do ABC.

Na cidade, o serviços de limpeza são gerenciados pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André).

“Estamos elevando a qualidade dos serviços públicos prestados na nossa cidade, tornando Santo André mais sustentável e com qualidade de vida para a população. Este bom desempenho reflete o planejamento de ações que fazem a diferença na vida dos andreenses. Vamos continuar desenvolvendo políticas públicas para melhorar a vida das pessoas em Santo André”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Nesta edição, o estudo contemplou a análise de mais de 3.300 municípios levando em consideração quatro aspectos: Engajamento do Município (população atendida x população total); Sustentabilidade Financeira (arrecadação específica, despesas com a limpeza urbana x despesas totais); Recuperação dos Resíduos Coletados (material reciclável recuperado x total coletado); e Impacto Ambiental (quantidade destinada incorretamente x população atendida).

As notas foram fixadas entre 0 e 1 – quanto mais próximo de 1, mais próxima está a limpeza urbana do município das recomendações da  Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

O índice busca suprir a falta de informações sobre a limpeza urbana das cidades brasileiras, além de mapear os desafios para o cumprimento da PNRS.

Santo André alcançou a pontuação de 0,728. Caxias do Sul, que foi a cidade mais bem avaliada do país no índice de 2018, recebeu nota 0,745.

No Estado de São Paulo, Santos está na 1ª colocação, com nota 0,729.

Nas notas por cada aspecto, Santo André recebeu o índice máximo 1 quando avaliada em Impacto Ambiental;  0,959 para Sustentabilidade Financeira; e 0,869 em Engajamento.

Para a dimensão relacionada à Recuperação de Resíduos Coletados, porém, a nota foi de 0,012, que reflete o reaproveitamento de apenas 8% dos recicláveis gerados na cidade em 2016.

Este ano, o índice está em 30% e o Semasa tem realizado diversas ações para ampliar este indicador, como a implantação do segundo turno das cooperativas de reciclagem, criação do Moeda Verde e ampliação do número de estações de coleta (ecopontos), entre outros.

Até 2020, Santo André já garantiu recursos do Ministério das Cidades – quase R$ 16 milhões – para dobrar o número de ecopontos, o que deve colaborar para melhorar ainda mais a avaliação da cidade na dimensão Recuperação de Resíduos Coletados.

Fotos: Divulgação Semasa

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA