Licitação da V. Luzita prevê revitalizações do terminal e do corredor, frota nova e mais duas estações

0
635

A Prefeitura de Santo André, a SATrans e a AESA (Sistema de Transporte de Santo André) apresentaram nesta quinta (10/05/18) o modelo da licitação do transporte da Vila Luzita.

O edital será publicado até o fim de maio e o contrato com a empresa vencedora deverá ocorrer até o final do ano.

A subconcessão do sistema tronco-alimentado da Vila Luzita terá 10 pontos a serem cumpridos:

1- Prazo de 20 anos mais 5 de renovação

2- 16 linhas (hoje são 15. Vai ter mais uma que vai ligar até Recreio da Borda do Campo)

3- 81 veículos

4- Processo de licitação será realizado pelo SATrans na modalidade Concorrência Pública Nacional

5- Critério para julgamento: menor oferta de outorga pago ao Município (mínimo de 0,5%).

6- Linhas troncais com ônibus 0 Km e ar condicionado

7-Linhas alimentadoras com veículos com idade máxima de 5 anos

8- Wi fi

9- Sistema de informação aos usuários (instalação de painéis eletrônicos nas paradas e indicação nas plataformas)

10-Implantação de duas novas estações

Será obrigatório também a instalação de 40 novos abrigos.

O Prefeito Paulo Serra afirmou que até 2020, a cidade de Santo André terá painéis informativos nos terminais e estações de grande movimento.

O sistema de informação aos usuários será com painéis eletrônicos com horário de chegada e partida dos ônibus e indicação das plataformas.

Segundo Serra, as paradas mais movimentadas no centro da cidade são da SATrans, portanto, a implantação dos painéis será em parte com recurso da Prefeitura.

No Terminal Vila Luzita, a responsabilidade será da empresa concessionária.

As 15 linhas do sistema troncal e alimentador da Vila Luzita formam o maior sistema de ônibus regionalmente na cidade, que transporta 1,086 milhão de pessoas por mês, sendo que deste total, 792,3 mil são pagantes.

Todo o sistema da cidade possui 48 linhas que transportam mensalmente 4,82 milhões de passageiros.

Já o Consócio União Santo André tem 33 linhas que transportam 3,732 milhões de passageiros, mas distribuídos em toda a cidade.

O Consórcio União Santo André é formado por Viação Guaianazes, Viação Curuçá e ETURSA – Empresa de Transporte Urbano Rodoviário de Santo André, de Ronan Maria Pinto; EUSA – Empresa Urbana Santo André, de Baltazar José de Sousa; Viação Vaz, de Ozias Vaz; e TCPN – Transportes Coletivos Parque das Nações, de Carlos Sófio.

A Suzantur tem Claudinei Brogliato como sócio majoritário.

A necessidade do contrato emergencial surgiu depois da decretação de falência da antiga empresa do bairro, a Expresso Guarará, da família Passarelli.

A Suzantur assumiu em caráter emergencial no dia 8 de outubro de 2016 e opera até hoje com contrato provisório.

O jornalista especializado em Transportes e colaborador da Rádio ABC, Adamo Bazani, falou sobre o tema no programa Bom Dia ABC, com Ricardo Leite:

 

 

 

 

Fotos: Ricardo Trida/Divulgação PSA

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA