Gilmar Mendes manda soltar Átila e Gaspar

0
342

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, acolheu o pedido de soltura da defesa do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB) após 64 dias de prisão.

A decisão se estende também ao ex-secretário de Governo e Transportes, João Gaspar, e autoriza o chefe do Executivo a voltar a comandar a Prefeitura.

Os dois foram presos no dia 13 de dezembro de 2018 durante Operação Trato Feito, deflagrada pela Polícia Federal, sob acusação de receber propina de prestadores de serviços e pagar mensalinho para 21 dos 23 vereadores.

Foi a segunda vez que eles foram detidos.

Na primeira, Atila e Gaspar foram presos no dia 9 de maio no âmbito da Operação Prato Feito, por suspeita de desvio de recurso público destinado ao fornecimento de merenda e uniformes escolares.

Na decisão, o ministro Gilmar Mendes justificou que julga procedente a reclamação da defesa, a fim de garantir a autoridade da decisão proferida nos autos e determina a imediata soltura do reclamante.

Na Câmara de Mauá corre o processo de impeachment do prefeito.

O assunto deverá ser discutido na próxima sessão ordinária, na próxima terça (19/02/19), a partir das 14h.

Ouça o relato do jornalista Leandro Amaral no programa Bom Dia ABC desta sexta-feira (15/02/19) com Ricardo Leite.

 

 

O prefeito Atila Jacomussi reassume o cargo nesta segunda (18/02/19) às 14h.

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA