Gilberto Carvalho nega receber propina para favorecer montadoras

0
156

O ex-chefe de Gabinete do ex-presidente Lula, Gilberto de Carvalho, negou que seja verdadeira a denúncia de que ele e  Lula receberam R$ 6 milhões em propina para favorecer montadoras em 2009.

Os recursos seriam para campanha eleitoral do PT.

Carvalho disse à Justiça que não participava de decisões ´para as ações do governo;

Ele opinava apenas em articulações políticas  e organizava agendas.

Ex-secretário também do saudoso prefeito andreense Celso Daniel, assassinado em 2002, disse que estava completamente envolvido com o governo, portanto desconhecia as questões financeiras do partido.

“A mim, cabia apenas agendar reuniões, que eu não participava”, contou durante interrogatório  à Justiça Federal do DF,  em ação penal da Zelotes. “Meu papel era de receber as pessoas, receber os documentos destinados ao presidente. Fazia depois uma triagem, decisão de quem receber. Não participava discussão de mérito das questões. Salvo discussões políticas. Nunca despachava”.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA