Ex-assessor de Dilma tem os bens bloqueados pela Justiça

0
158

Por determinação do juiz Renato Borelli, da 9ª Vara Federal em Brasília, o ex-assessor de Dilma Rousseff, Anderson Dorneles, teve R$ 2,2 milhões bloqueados por improbidade administrativa.

A Justiça acatou recurso da União contra uma decisão anterior, que havia derrubado o bloqueio.

Outros que tiveram os bens bloqueados foram Fábio Veras de Souza e Douglas Franzoni Rodrigues teriam atuado como intermediários da propina de Anderson.

Para o juiz, “os documentos colacionados aos autos permitem crer que os réus receberam vantagens indevidas da Odebrecht S/A, entre os anos de 2009 e 2014, como apurado pela CGU e pela AGU no âmbito da operação Lava Jato”.

O ex-secretário da ex-presidente deixou o  governo em 2016 após denúncia do esquema pela imprensa.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA