Estado e União endossam Plano de Desestabilização da Ford de SBC

0
283

A reivindicação inicial do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, em cobrar a responsabilidade social da Ford, bem como a apresentação do plano de desmobilização da fábrica no município foi endossado nesta quinta-feira (07/03) pelos governos do Estado e Federal.

Em reunião na sede do Ministério da Economia, em São Paulo, o secretário  Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), Carlos Alexandre Da Costa, também na presença do prefeito Orlando Morando e da secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen da Silva, cobrou do presidente da Ford na América do Sul, Lyle Watters, a apresentação de cenários de impacto sociais e econômicos sobre o anúncio do encerramento das atividades da planta industrial em São Bernardo.

O alinhamento entre as instancias governamentais, a fim de efetivar medidas que minimizem o impacto do encerramento da fábrica, foram cobrados de maneira oficial ao corpo diretivo de Ford e o compromisso de uma nova reunião, dentro de duas semanas, foi registrado.

A montadora irá apresentar a primeira versão de um plano de ações que atenuem possíveis efeitos negativos, considerando diferentes cenários.

“Os governos reforçaram a nossa postura de indignação, uma vez que, de forma desastrosa a Ford emitiu um comunicado afirmando sobre o encerramento das atividades da fábrica de São Bernardo.Há responsabilidade social e impactos significativos que estão sendo danosos aos funcionários e ao município”, comentou o prefeito Orlando Morando.

Rota 2030 – O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, também pautou na reunião sobre o Rota 2030 – programa que vai regulamentar a produção de veículos no Brasil. O programa determina regras que as fabricantes devem seguir na produção de veículos em termos de economia de combustível, segurança e renovação da matriz energética.

Em contrapartida, as empresas recebem concessão de descontos tributários e fiscais.

“O questionamento fica de como a Ford irá detalhar este assunto uma vez que se engajou para a produção na fábrica de São Bernardo”, complementou o prefeito.

 

Dória anuncia incentivos para o setor automotivo

O governador de São Paulo, João Dória (PSDB), anunciou nesta sexta  (08/03/19) um programa de incentivo fiscal para o setor automotivo.

A principal medida oferece reduções do ICMS de até 25% para as indústrias que apresentarem planos de investimento de pelo menos R$ 1 bilhão e gerarem 400 postos de trabalho, no mínimo.

Ao lado do secretário da Fazenda, Henrique Meirelles, lançou oficialmente o Rota 2030.

O pacote foi divulgado um mês e meio depois da GM de São Caetano anunciar que os investimentos poderão ficar inviáveis  caso tenha mais um ano de prejuízo, apesar de liderar a venda de carros no Brasil.

Dias depois, a Ford  anunciou o fim da produção de caminhões na planta de São Bernardo até o final de 2019.

Para o governador as medidas terão impacto a longo prazo.

Mas, para garantir os incentivos as empresas terão que concluir o ciclo de investimentos e aplicar exclusivamente nas unidades do Estado de São Paulo.

 

Foto: Gabriel Inamine/Divulgação PMSBC

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA