Encontro debate processo de regularização de obras em Santo André

0
74

 A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego, realizou na tarde desta quinta-feira (13/09/18), no Salão Burle Marx, no Prédio do Executivo, encontro com empresas do ramo da Construção Civil com objetivo de debater possibilidades para aprimorar o processo de regularização de obras na cidade.

A reformulação do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) foi um dos assuntos de destaque, trazendo à tona diálogos como formas de mitigação de obras que causam maior impacto, visando o desenvolvimento de um formato mais claro, objetivo, simplificado e justo para os empreendedores e para o município.

Para o prefeito Paulo Serra a iniciativa é fundamental para o desenvolvimento de Santo André. “Promover a participação da sociedade civil nestes tipos de decisões é uma marca do atual governo, que busca através do diálogo democrático e da construção de soluções conjuntas os melhores caminhos para o futuro da cidade. Neste contexto, pretendemos eliminar os entraves burocráticos, facilitando a vida de quem está investindo em Santo André, inclusive buscando criar um comitê único de aprovação de projetos para facilitar o encaminhamento das demandas”, reforçou o chefe do Executivo, que destacou que o segmento proporcionou a geração de emprego e renda com 8 mil postos de trabalho e ainda oferece boa perspectiva de crescimento.

O secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Ajan Marques de Oliveira, fez um balanço do encontro. “Esta ação vem sendo realizada em conjunto com uma série de projetos que visam melhorar o ambiente de negócios do município, ou seja, tornar Santo André novamente atraente para investidores, e com isto gerar oportunidades de emprego e promoção de renda”, pontuou.

Na oportunidade, além de receber as demandas dos empresários com foco em investimento e geração de empregos no município, também foi apresentado ao público os encaminhamentos para a revisão do Plano Diretor e do programa “Santo André 500 anos”, grande planejamento para o futuro da cidade.

Durante o evento, o secretário Adjunto de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato, destacou as etapas do processo. “As premissas da revisão do Plano diretor, que se faz a cada dois anos, envolve algumas áreas da Prefeitura e, por isso, reforçamos que a proposta é dialogar cada vez mais buscando procedimentos mais ágeis, transparentes e eficientes. O foco então, além de criar bases para o novo Plano Diretor, é simplificar e corrigir inconsistências”, finalizou.

A partir do encontro desta quinta-feira será realizada uma consulta pública eletrônica, com uma ferramenta importante lançada recentemente pela Prefeitura que é o aplicativo COLAB, até 20 de outubro, para que a população indique como o plano diretor poderá ser melhorado.

A previsão é que ainda este ano o texto seja encaminhado à Câmara Municipal.

Fazendo parte do cronograma, ainda nesta quinta, foi realizada audiência pública no Conselho de Planejamento Urbano – CMPU para, presencialmente, dialogar com a sociedade civil sobre as alterações do Plano Diretor.

O próximo encontro está agendado para 20 de setembro, no Conselho de Desenvolvimento Econômico – CMDE.

Foto: Ricardo Trida/Divulgação PSA

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA