Diadema investe no paisagismo

0
242

A extensa área verde em volta do principal entroncamento viário de Diadema, no trevo da Rodovia dos Imigrantes (km 16), está ganhando um novo tratamento paisagístico, que se soma a ações já realizadas em vários outros espaços nos bairros.

Com isso, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente contribui com o Programa de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura, tornando o município mais bonito, organizado e atraente para novos investimentos econômicos.

Cortada pelo Córrego da Capela, o espaço de quase 140.000 m² do trevo de entrada é considerado o ‘cartão de visita’ da cidade.

Por lá, passam diariamente milhares de veículos de todas as cidades da região em direção à capital, ABC e Baixada Santista.

Naquele complexo viário, além do ‘Bem Vindo a Diadema’, estão o Corredor Metropolitano de Trólebus, o Corpo de Bombeiros, a sede da Prefeitura, o Parque do Paço, o mais frequentado da cidade, entre outros.

“Melhorar o paisagismo dessa área verde tão importante e conhecida de todos vai resultar na satisfação dos visitantes e moradores. Quanto mais limpa, organizada e bonita estiver a cidade, maior será a atração de investidores para dinamizar a economia, que é a prioridade deste governo municipal”, explicou Tatiana Capel, secretária de Meio Ambiente de Diadema. “Como parte dessa área pertence à Concessionária Ecovias, vamos procurá-la para discutir ações conjuntas visando a manutenção e conservação desse extenso jardim”, disse a secretária.

Com território de apenas 32 Km² e a segunda densidade demográfica do país, o município de Diadema trata com atenção especial as áreas verdes da cidade visando melhorar a qualidade de vida e estimular hábitos saudáveis como caminhar, em vez de usar automóveis e ônibus.

Especializado em Arquitetura da Paisagem, o diretor de Paisagem Urbana da Secretaria de Meio Ambiente de Diadema, David Gonçalves Moreira, explicou que o paisagismo tem a função de dar mais vida a essas áreas verdes.

Para isso, há diversos modos de chamar a atenção e agradar aos olhos, usando, por exemplo, plantas de cores diferentes para constrastar com o verde que é predominante.

A Praça da Liberdade, contígua ao trevo, já está mais colorida e agradável por conta do roxo intenso do ‘piriquito gigante’, que chega a crescer até um metro.

Lá, também foram plantados agapanto e leriope para enfeitar a ‘alameda’ que leva o visitante aos arcos com paineis de graffiti, principalmente, aquele com um par de asas e a frase “Eu Amo Diadema”.

Segundo o diretor de Paisagem Urbana, serviços de jardinagem e paisagismo exigem planejamento e espera, pois a beleza e exuberância das plantas com seus coloridos e composições vêm com o passar do tempo, depois do plantio, transplante, poda, limpeza etc.

No trevo de entrada de Diadema, por exemplo, as intervenções são contínuas para manter a beleza dos jardins.

Para isso, alguns canteiros do trevo estão sendo redesenhados para melhorar a visibilidade e a incidência de luz, uma vez que o crescimento das árvores sombreia e esconde alguns jardins.

Enquanto a equipe da Prefeitura preparava um novo canteiro, perto dali, uma mãe e seu filho estavam passeando e fazendo fotos junto ao Monumento ao Migrante.

Maria Elizabete Pereira de Moraes e seu filho, Júlio César, de 6 anos, moradores do bairro Taboão, contaram que estavam passando pelo local, mas que em vez de ônibus resolveram caminhar pela avenida. “Paramos para conhecer e tirar fotos. É agradável passar por um lugar bonito, que chama a atenção da gente”, disse a mãe. Sobre o novo paisagismo do trevo, contou que gosta muito de flores e do colorido alegre que elas dão aos jardins. “Áreas verdes estimulam a fazer mais caminhadas. Se tiver flores é melhor ainda”, afirmou Maria Elizabete.

O diretor de Paisagem Urbana, David Gonçalves, conta que os canteiros públicos também sofrem furtos e depredações.

O paisagista faz um apelo para que as pessoas não arranquem flores e plantas. “Se gostou e achou bonito, apenas fotografe. Assim outros poderão visitar e curtir também”, recomenda. “Agindo assim, todos vão colaborar com a Prefeitura na preservação de parques, praças e jardins”, explica.

Recentemente, o trevo de Diadema ganhou intervenções do artista plástico Maurici Caruso, professor da Fundação Florestan Fernandes e funcionário da Prefeitura de Diadema. Ele decorou  com mosaicos a escadaria da Praça da Liberdade com temas como a festa de Nossa Senhora dos Navegantes, Represa Billings e outros.

Além da escultura ao Migrante, em homenagem às famílias que ergueram moradias com suas próprias mãos, nos jardins da entrada de Diadema estão o monumento maçônico e outro do Rotary Club.

Parque do Paço

O acesso principal do Parque do Paço, junto ao trevo, já é bem arborizado com paineira, ipê amarelo, pitangueira, palmeira imperial, palmeiras jerivás, sibipiruna e chefreras. Agora, essa ‘alameda’ ganhou também mudas de resedás. “Futuramente, os frequentadores deste parque vão ser recepcionados por mais flores”, disse David Gonçalves.

Além das árvores, quem chega ao Parque do Paço também passa por primaveras e ipomeias e outras plantas como estrelizia, agapanto (flor de beija-flor) e a lantana, cujas flores atraem borboletas.

O Departamento de Paisagem Urbana priorizou, além da beleza e colorido constrastantes, plantas de fácil manutenção e que demandem menos cuidados.

Visando promover a consciência da população no sentido de preservar praças, parques e áreas verdes, a Secretaria de Meio Ambiente de Diadema tem investido e promovido ações de educação ambiental, principalmente junto a rede municipal de ensino.

Só no ano passado, esse trabalho alcançou quase 30 mil pessoas.

 

 

Fotos: Divulgação PMD

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA