Diadema e Estado assinam protocolo para criação do Centro de Inovação

0
63

Nesta manhã de quarta-feira, 7/11/18, o prefeito Lauro Michels assinou, junto com o secretário estadual de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia, Vinícius de Almeida Camarinha, protocolo de intenções para criação do Centro de Inovação Tecnológica que será implantado em parceria com o Governo do Estado.

O Centro irá incentivar a pesquisa, a criação de novos produtos e a competitividade no setor industrial da cidade.

Além disso, a iniciativa contribuirá para a melhoria das condições econômicas e sociais do município e no aumento da qualidade da mão de obra local.

“O projeto visa beneficiar o município ao longo dos próximos 10 anos. Com este Centro, estamos pensando no futuro, porque a inovação e a tecnologia são geradores de emprego e renda com ótima remuneração. Queremos os vereadores envolvidos neste projeto, porque eles vão fazer parte desta construção”, comentou o prefeito Lauro Michels, que no evento, esteve acompanhado pelo presidente da Câmara, Marcos Michels, e vereadores.

Para o secretário estadual Vinícius de Almeida Camarinha, a cidade está dando um passo muito importante. “Em médio prazo, teremos um Parque Tecnológico em Diadema. Dentro deste espaço,vamos desenvolver novas técnicas e soluções para os problemas da cidade, das empresas locais e criar novos vetores. Tudo isso, por meio de cabeças pensantes, cria um ambiente ilimitado de pesquisa, conhecimento e inovação”, afirmou.

A criação do Centro de Inovação Tecnológica é um anseio da área empresarial local e sua implantação vem sendo discutida há algum tempo. “Além da Prefeitura, as universidades e a sociedade civil irão contribuir para o desenvolvimento do projeto e a secretaria vai celebrar convênios e fazer parcerias”, comentou o secretário de municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Laércio Soares.

O Centro de Inovação Tecnológica terá participação de faculdades e escolas tecnológicas e profissionalizantes que trarão a colaboração científica.

Diadema possui uma rede de instituições de ensino superior e de formação profissional constituída, entre elas,  a UNIFESP, FATEC, ETEC, Fundação Florestan Fernandes, Faculdades Diadema, redes SENAI  e SESC.

Responsável pela geração de 45% dos empregos formais no município, o parque industrial de Diadema é formado por mais de 1.400 empresas que atuam em setores diversos como o do plástico, metalmecânico, borracha, cosméticos, alimentos, elétrico, gráfico, entre outros.

 

Fotos: Thiago Benedetti/Divulgação PMD

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA