Clima quente entre vereadores e manifestantes na Câmara de São Caetano

0
598

O clima da sessão ordinária desta terça-feira (19/06/18) na Câmara de São Caetano foi tenso.

Vários munícipes e funcionários da Prefeitura lotaram as dependências do plenário.

Dois foram os motivos: as denúncias feitas pelo Ministério Público Estadual contra o prefeito José Auricchio Jr e o vice Beto Vidoski, ambos do PSDB, por caixa dois e organização criminosa durante a campanha de 2016; e a taxa do lixo.

Alguns vereadores bateram boca com os manifestantes, que se dividiam entre comissionados da Prefeitura e moradores da cidade.

Um homem foi retirado à força pela Guarda Civil Municipal.

Além disso, o público fez barulho, gritando “Fora Auricchio”.

Dois moradores deram opiniões para a repórter Gabi Tricânico:

 

 

 

A cobrança da taxa de lixo pelo Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental) também causou polêmica.

Na próxima terça-feira acontecerá a votação do projeto de iniciativa popular, que pretende acabar com a taxa de lixo.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA