CDHU anuncia melhorias no Jardim Santo André

0
141

Uma vistoria técnica realizada nesta quinta-feira (7/02/19) no Jardim Santo André, reuniu equipes da Prefeitura, CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) e Secretaria da Habitação do Estado.

A iniciativa teve como objetivo acompanhar de perto a atual situação do local e traçar um planejamento para processo de urbanização, além do encaminhamento da construção de uma praça de esportes e áreas de lazer para melhorar a qualidade de vida da população.

O secretário de Habitação e Regularização Fundiária de Santo André, Paulo Alves, destacou a importância desta primeira visita técnica de representantes da nova gestão estadual. “Agradecemos a CDHU e a Habitação do Estado de São Paulo por estarem aqui. Com esta parceria, a Prefeitura de Santo André poderá colaborar para levar a situação do Jardim Santo André para o plano de governo do Estado e atender a demanda destas famílias andreenses”.

“Viemos ao Jardim Santo André, área de 1 milhão e meio de m², e contamos com a presença do presidente da CDHU que acompanhou a vistoria técnica. O objetivo foi apresentar de perto o problema local para traçar um planejamento a longo prazo e encerrar definitivamente o processo de urbanização desta área que é uma das mais importantes e talvez o maior projeto do Estado de São Paulo de urbanização de núcleo”, afirmou o secretário executivo da Habitação do Estado de São Paulo, Fernando Marangoni.

Segundo Marangoni, o objetivo é colocar o bairro como uma das prioridades da secretaria. “A proposta da vistoria foi o presidente conhecer in loco os problemas para fazer os ajustes necessários. Vale destacar que algumas intervenções serão feitas de imediato enquanto se termina o projeto como um todo para transformar o Jardim Santo André em um programa de Governo”, pontuou.

Durante a visita, as autoridades estiveram em alguns pontos do Jardim Santo André e dialogaram com a população. “É fundamental sair do gabinete, enfrentar os desafios e tomar iniciativas.

A vistoria teve como objetivo entender o problema. Vamos transformá-lo em projeto maior, projeto de governo, para definitivamente encontrar uma solução e estabelecer um cronograma para esta demanda de longo prazo”, ressaltou o presidente do CDHU, Eduardo Velucci.

Além do planejamento para processo de urbanização, há um projeto que contempla quadra de esportes e áreas de lazer e áreas verdes em uma área da CDHU, visando sempre um melhor aproveitamento do espaço para a população.

Serão duas quadras, sendo uma de futebol e uma poliesportiva com arquibancadas e alambrado de proteção, além de dois vestiários com banheiros e banheiro acessível.

Nas áreas de lazer, haverá academia ao ar livre, parquinho infantil e áreas de convívio. Todo o projeto foi pensado com padrão de paisagismo do município, com predominância de espécies nativas e regionais da Mata Atlântica.

A Prefeitura de Santo André prioriza a população de baixa renda do município com projetos habitacionais.

A Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária segue com seu plano de ações iniciado em 2017, objetivando diminuir o déficit habitacional de famílias com este perfil. Entre as iniciativas, está a exigência com base legal para a “priorização na comercialização de unidades às famílias de baixa renda residentes na cidade de Santo André”, de unidades habitacionais em projetos privados nos termos da Lei Municipal nº 8869/06 (Lei de Habitação de Interesse Social).

Destaca-se também a realização de chamamentos públicos para projetos Habitacionais de Interesse Social (HIS), com valor de até R$ 133 mil por unidade, em “áreas municipais” destinadas às famílias com renda de até três salários mínimos, subsidiados pelos Programas Minha Casa Minha Vida do Governo Federal e Casa Paulista do Governo do Estado de São Paulo, com início previsto para o primeiro semestre de 2019.

A Prefeitura pretende ainda encaminhar nos próximos meses à Câmara Municipal projeto de lei para habitações de interesse social (Lei de HIS) compatibilizada com o Plano Diretor da Cidade, com incentivos para que a iniciativa privada produza habitações destinadas às famílias de baixa renda “cadastradas pelo município no site http://minhacasaminhavida.santoandre.sp.gov.br.

Fotos: Alex Cavanha/Divulgação PSA

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA