Campanha de vacinação contra pólio e sarampo é prorrogada até dia 14

0
803

A vacinação contra sarampo e paralisia infantil (poliomielite) foi prorrogada até 14 de setembro no Estado de São Paulo.

Nas próximas duas semanas, SP pretende alcançar cerca de 350 mil crianças ainda não vacinadas contra ambas as doenças.

O objetivo é atingir a meta de vacinar 95% do público infantil, com idade entre 1 ano e menores de cinco anos.

Em SP, há 2,2 milhões de crianças nessa faixa-etária, e mais de 1,8 milhão delas já foi imunizada contra ambas as doenças durante a campanha.

A Secretaria de Estado da Saúde convoca os pais e responsáveis para levarem as crianças aos postos até a próxima semana.

As doses de vacinas contra ambas as doenças seguem disponíveis nos postos.

A estratégia prorrogação segue a recomendação do Ministério da Saúde.

Cada município pode organizar suas estratégias conforme as necessidades locais, incluindo os que eventualmente já tenham atingido a meta.

O Estado já aplicou mais de 3,7 milhões de doses de vacinas contra ambas as doenças, garantindo a imunização de 1.862.819 crianças contra pólio e 1.843.885 contra sarampo, conforme aponta o balanço feito pela pasta, com base nos dados informados pelos municípios.

Para atingir o total do público-alvo, ainda é preciso aplicar cerca de 340 mil doses da vacina contra paralisia infantil e de 360 mil contra sarampo.

“Pedimos que os pais e responsáveis aproveitem essa prorrogação para levar as crianças aos postos. É fundamental aumentar a cobertura vacinal contra poliomielite e sarampo, contribuindo para eliminarmos os riscos da circulação dessas doenças no Estado de São Paulo”, afirma a diretora de Imunização da Secretaria, Helena Sato.

A vacina é contraindicada para crianças imunodeprimidas, como aquelas submetidas a tratamento de leucemia e pacientes oncológicos.

A Secretaria também orientou as prefeituras paulistas para que as salas de vacinação façam a triagem de crianças que tenham alergia à proteína lactoalbumina, presente no leite de vaca, para que estas recebam a vacina contra sarampo produzida pelo laboratório BioManguinhos.

Além deste produto, os municípios também estão recebendo a vacina produzida pelo Serum Institute of India, enviada pelo Ministério da Saúde, e que contem a referida proteína.

Essa vacina poderá ser aplicada normalmente nas crianças não alérgicas.

“Não há motivo para preocupação. No Brasil, a incidência de alergia ao leite de vaca é de 2%, portanto, trata-se de uma situação rara”, explica Sato. A reação alérgica pode ter como sintomas coceira, náusea, diarreia nas duas primeiras horas após a ingestão do alimento ou produto com o componente. Diante de qualquer suspeita, os pais ou responsáveis devem levar as crianças ao médico.

Em São Paulo, a campanha foi iniciada em 4 de agosto, com um ‘Dia D’ extra feito exclusivamente no Estado.

Outros dois ‘Dias D’ ocorreram, respectivamente, em 18 de agosto e 1º de setembro.

Não há registro de casos de paralisia infantil em SP há 30 anos e, desde 2000, não existem casos autóctones de sarampo no Estado.

 

 

 MAUÁ

A Secretaria de Saúde de Mauá informa que foi prorrogada da campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite (conhecida como paralisia infantil) até o dia 15 de setembro.

De acordo com o balanço apresentado, até o dia 1º de setembro, foram imunizadas 18.921 crianças contra o sarampo.

Esse número representa 82,2% da meta.

Já contra a poliomielite, foram aplicadas 18.973 doses.

O resultado retrata 82,4% do objetivo a ser alcançado, sendo que o município tem o registro de 23.028 crianças no total.

Neste sábado, 1º de setembro, houve o Dia “D” de vacinação, mas para alcançar a imunização de 95% do público-alvo, outras ações estão sendo realizadas, como por exemplo, algumas creches estão sendo utilizadas como locais de vacinação. Veja a lista abaixo.

Lembrando que as vacinas devem ser aplicadas em todas as crianças de um ano a menores de cinco anos.

Os documentos necessários são RG do responsável e a caderneta de vacinação da criança.

4/9 e 5/9 – às 12h – Centro de Educação Infantil Tigrinho

R. Vicente Celestino, 845 – Jardim Sonia Maria

4/9 e 5/9 – às 12h – E.M. Profª Rosa Maria Martins Dos Santos

R. Noel Rosa, 849 – Jardim Sonia Maria

5/9 – às 8h30 – Creche Osvaldo Alexandre

R. Topázio, 92 – Jardim Itapark

5/9 – às 13:30 – E.M. Paulo Freire

R. São João, 876 – Jardim Estrela

6/9 – às 8:15 – E.M. Paulo Freire
R. São João, 876 – Jardim Estrela

6/9 – às 9h, às 13h e às 15h – EMEI Dom Helder Pessoa Câmara

R Capitão-Pm Olegário T Costa, 222 – Jardim Itapark Novo

6/9 – às 14h – Escola Municipal Aquarela

R. Assunção, 330 – Parque das Américas

11/9 – das 8h às 12h e das 13h30 às 16h – EMEI Chico Mendes
R. Ivan Bernardo da Silva, 43 – Jardim Flórida

11/9 – o dia inteiro – E.M. Profª Terezinha Leardini Branco

Av. Pres. Castelo Branco, 1884 – Jardim Zaíra

 

RIBEIRÃO PIRES

para ampliar a cobertura de crianças menores de cinco anos imunizadas em Ribeirão Pires contra a paralisia infantil e o sarampo, a Prefeitura, seguindo orientação do Ministério da Saúde, prorrogou a Campanha de Vacinação.

Até o dia 14 de setembro (exceto feriado de 7 de setembro), todas as Unidades Básicas de Saúde da cidade disponibilizarão doses das vacinas gratuitamente, das 8h às 17h.

Desde o início do mês até esse sábado, dia 1º de setembro, a Secretaria de Saúde e Higiene do município imunizou 72,83%% das crianças contra a pólio e 74,59% contra o sarampo.

Com o apoio da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia da cidade, a Prefeitura reforçou a divulgação da campanha.

Mesmo aquelas crianças que já receberam doses das vacinas deverão comparecer à UBS para a verificação da carteirinha e se há necessidade de reforço.

Sobre a campanha – Crianças menores de 5 anos devem ser imunizadas contra a poliomielite – paralisia infantil. Para o sarampo, a vacina está disponível para moradores com idade a partir de 1 ano até os 49 anos, de acordo com a orientação de imunização para cada faixa etária.

A Secretaria de Saúde e Higiene de Ribeirão Pires alerta sobre a importância da vacinação. “Há registros do crescimento de casos das doenças, o que muito preocupa as autoridades de saúde. Essas são doenças perigosas. O sarampo, inclusive, pode matar. É fundamental que os moradores busquem orientações e esclarecimentos junto de nossas equipes. A vacinação é o meio de prevenir essas doenças e está disponível de forma gratuita em nossas UBSs”, avaliou a secretária de Saúde e Higiene de Ribeirão Pires, Patrícia Freitas.

Sobre a poliomielite – A poliomielite, ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa causada pelo poliovírus.

Pode infectar tanto crianças como adultos e causar paralisia muscular.

A transmissão ocorre pelo contato pessoa-pessoa, via fecal-oral ou oral-oral – gotículas expelidas ou ingestão de água e alimentos contaminados com fezes contendo o vírus.

Sobre o sarampo – O sarampo é uma doença infecciosa, transmitida de forma direta por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar.

Pode ser contraída em qualquer idade, especialmente crianças.

Entre os sintomas estão febre alta, dores de cabeça, manchas vermelhas pelo corpo e tosse.

Esquema vacinal

Crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade: uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e outra aos 15 meses de idade (tetra viral).

Crianças de 5 anos a 9 anos de idade que perderam a oportunidade de serem vacinadas anteriormente:duas doses da vacina tríplice

Adolescentes e adultos até 49 anos:

  • Pessoas de 10 a 29 anos  –  duas doses da vacina tríplice
  • Pessoas de 30 a 49 anos  – uma dose da vacina tríplice viral

Unidades Básicas de Saúde:

UBS CENTRAL

Rua Dr. Virgilio Gola, 24 – Centro

UBS OURO FINO 

Rodovia Índio Tibiriçá s/n, ao lado 2753 – Centro – Ouro Fino Paulista

UBS SANTA LUZIA 

Rua Prof. Antonio Nunes, 551- Santa Luzia

UBS QUARTA DIVISÃO 

Estrada do Sapopemba, 5000 – Quarta Divisão

UBS JARDIM LUSO 

Rua Julio Prestes, 22 – Jardim Luso

UBS JD. VALENTINA 

Rua Francisco Tometich, 274 – Jardim Valentina

UBS JD. CAÇULA 

Rua Fagundes Varela, 08 – Jardim Caçula

UBS VILA SUELI 

Rua Antonio Zampol, 221 – Vila Sueli

UBS GUANABARA 

Rua Fermino G. Pereira, 398 – Vila Gomes

UBS CENTRO ALTO

Rua Aurora, 61 – Centro Alto

 

Foto: Robson Fonseca

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA