Câmara de Santo André inicia reforma geral em maio

0
92

Na última sexta-feira (12/04/19) o presidente da Câmara de Santo André, Pedrinho Botaro (PSDB) expôs à imprensa local o projeto de reforma e modernização do prédio do Legislativo, que começará em maio e deverá se estender pelos próximos quatro meses.

A apresentação para os vereadores ocorreu no dia 11 de fevereiro, incluindo os apontamentos do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo; o parecer do Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico, Urbanístico e Paisagístico de Santo André (COMDEPHAAPASA), já que é um patrimônio tombado; e o estudo do Grupo Falcão Bauer.

O imóvel de 50 anos, comemorado em novembro do ano passado, já recebeu diversas intervenções em gestões anteriores, mas nunca por completo.

Segundo o atual presidente da Casa de Leis, Pedrinho Botaro, esclarece que é uma necessidade premente, nem que para isso não haja devolução do orçamento para o Executivo no final do ano:

 

 

A reforma vai contemplar os pisos, hoje com dois tipos diferentes;  a fiação, a iluminação das lâmpadas florescentes por LED e o ar condicionado, que será central.

Somente com a mudança do ar condicionado deverá gerar uma economia de 30%.

No entanto, será inevitável a transferência dos gabinetes para compartimentos mais apertados nos próximos meses. de acordo com Pedrinho Botaro:

 

 

Alguns vereadores defendem alugar um espaço fora do prédio da Câmara, mas isto seria mais um gasto.

A empresa vencedora da licitação, Teto Construtora SA, vai receber R$ 4,8 milhões para executar a obra, valor 21% menor do que a previsão, que era de quase R$ 7 milhões.

O contrato será assinado esta semana.

Apesar de mexer em toda a infraestrutura, não haverá ampliação do espaço.

Algumas obras já estão em andamento desde o ano passado.

Ainda na gestão de Almir Cicote teve início a revitalização da cúpula e da parte externa do imóvel, cujas colunas laterais estavam afundando.

Paralelamente corre o processo de virtualização da biblioteca; e a digitalização do arquivo.

Pedrinho Botaro pretende ainda apresentar projetos complementares aos vereadores no decorrer do ano, tais como a reforma do painel de mármore; o lançamento do aplicativo e a instalação de câmeras de monitoramento.

A Casa possui apenas câmeras de transmissão das sessões plenárias.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA