Bom Dia Saúde garante remédio e atendimento médico em Mauá

0
366

O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi, lançou o programa ‘Bom Dia Saúde’ com objetivo de regulamentar e qualificar o abastecimento de medicamentos na rede pública de Saúde.

No sábado (10/3/18), o chefe do Executivo mauaense visitou as três UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) da cidade levando a cesta básica de medicamentos que tem entorno de 100 itens para dar o pontapé inicial nessa ação prioritária na saúde.

“Vamos garantir que as farmácias das unidades de Saúde da rede pública de Mauá estejam sempre abastecidas e que a população encontre os remédios sempre que precisar. Passamos um ano difícil na Saúde, mas agora começamos a viver Um Novo Tempo nesse setor importantíssimo da nossa cidade”, afirmou Atila.

O programa funciona baseado em quatro atividades fundamentais.

A primeira é a gestão dos medicamentos para não permitir que a rede fique desabastecida, além disso, será realizado um acompanhamento das demandas de exames clínicos.

Atila começa entregar as cestas básicas de medicamentos nas 23 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e realizar vistoria sobre o tratamento que a população tem recebido nos equipamentos ainda nesta semana.

A segunda atividade do programa é focada no atendimento médico.

A Prefeitura fiscalizará a carga horária dos médicos para garantir que todos cumpram com seus horários e atendam a população de forma humanizada e com qualidade. “Todo funcionário deve cumprir seu horário. Em Mauá, para os médicos, não será diferente. Eles têm que trabalhar 40 horas semanais, pois estão sendo pagos para isso”, destacou o prefeito.

A conduta humana e acolhedora é a principal proposta da terceira ação do ‘Bom Dia Saúde’.

As recepções das UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e das UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) serão reformuladas com foco na triagem proporcionando agilidade do atendimento para evitar as filas.

Por fim, a quarta atividade visa acompanhar semanalmente o controle do estoque de remédios.

Semanalmente, as unidades de saúde devem encaminhar à Gerência de Abastecimento de Medicamentos um relatório com a quantidade da medicação em suas farmácias.

 

Foto: Roberto Mourão/PMM

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA