Alunos de SBC têm um dia de agente de saúde

0
84

Estimular a conscientização para o combate à dengue, chikungunya e febre amarela foi o grande objetivo do ‘Dia D’ realizado nesta quarta-feira (07/11) nas 180 unidades escolares de São Bernardo, em uma ação articulada  entre as Secretarias de Educação e Saúde

O principal objetivo do evento é o envolver os alunos, professores e profissionais da rede escolar sobre a necessidade de redobrar os cuidados com os mosquitos causadores das arboviroses.

O mote da atividade é o “Lixo 0 x Saúde 10” e as crianças atuaram como agente de saúde por um dia.

Os alunos do Ensino Fundamental participaram da “Caminhada dos Defensores da Saúde pela Infância Saudável” manifestando a importância das ações, com a distribuição de panfletos e gibis.

Em uma dessas atividades, na EMEB Mário Martins de Almeida, as crianças percorreram as ruas dos bairros do entorno da escola, com acompanhamento dos professores, de agentes comunitários de saúde e todo o trajeto foi monitorado pela Guarda Civil Municipal (GCM).

Para o prefeito Orlando Morando, a participação dos alunos no processo de conscientização estimula a adoção de novas práticas dentro das residências. “A criança ajuda muito na propagação de procedimentos de limpeza e prevenção. Acreditamos que eles serão os influenciadores para os pais, parentes e demais vizinhos”, pontuou.

Durante todo o dia, as unidades municipais de ensino aplicaram atividades destinadas à ação coletiva, justamente para levarem as reflexões realizadas às suas famílias e comunidade por meio de atividades voltadas a conscientização e informação da população.

Em outro reforço da agenda, o programa ofereceu aos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) uma palestra realizada, no Teatro Inezita Barroso, pelo Centro de Zoonose, que trata do mesmo tema abordado ao longo do dia. Cada unidade escolar que atende EJA foi representada por alunos no encontro com o diretor do Departamento de Vigilância Sanitária, Dr. Wagner Kuroiwa, sobre Arboviroses e a importância da vacinação.

Na visão da secretária de Educação, Silvia Donnini, o evento teve boa aceitação e contemplou os objetivos da medida. “A articulação entre as secretarias e o esforço das unidades escolares chamam a atenção não só para as arboviroses, mas também para a importância da vacinação e outros temas relacionados à saúde”, comentou.

VACINAS – Além disso, o público da educação infantil também foi incluído nas atividades, com orientações e trabalhos específicos tanto do combate à dengue, chikungunya e febre amarela quanto à importância da vacinação.

Ao longo do dia, Dr. Wagner Kuroiwa também esteve em algumas unidades escolares e ressaltou os cuidados relacionados ao tema. “Procuramos uma abordagem mais direta e objetiva da importância de vacinação contra febre amarela e também sobre o fato de deixarmos água parada, justamente para evitar a proliferação dos mosquitos causadores de doenças”, finalizou o especialista.

 

Fotos: Ricardo Cassin/Divulgação PMSBC

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA